Enxaguatórios Bucais realmente cumprem o que prometem?

O mercado está inundado de enxaguatórios bucais de diferentes marcas e princípios ativos. Vemos nos comerciais promessas de sensação de limpeza e proteção duradouros com nomes incluindo o termo “12 horas”, “complete“, “plus” “therapy“, “ultra protection” além de nomes sugerindo clareamento ou brancura como “whitening“, “luminous white“, “overnight” ou “shining“. Mas, o que há de concreto na literatura sobre os efeitos dos enxaguantes e qual a melhor indicação para cada caso?

Estes produtos podem ser divididos baseados em seus principais princípios ativos:

  • CLOREXIDINA (Periogard, Noplak)

O Gluconato de Clorexidina na forma de enxaguatório bucal é normalmente usada para auxiliar no tratamento da gengivite e periodontite. No entanto seu uso não deve ser prolongado por mais de 15-20 dias. Dentre os efeitos adversos relatados com o uso prolongado da clorexidina podemos citar a coloração dos dentes, descamação reversível da mucosa, alterações do paladar e aumento dos depósitos de tártaro. Deve ser ressaltado que o manchamento provocado pela clorexidina não é no dente, e sim na película adquirida que está adsorvida ao dente. Portanto, sendo este manchamento extrínseco, ele pode ser removido por uma profilaxia dental ou clareamento.

  • CLORETO DE CETILPIRIDÍNEO (Cepacol, Plax sem alcool, Oral B)

Tem mostrado ser eficiente em prevenir placa dentária e reduzir gengivite. Sua ação in vitro é igual ou até melhor do que a clorexidina, porém, clinicamente, sua eficácia é menor. Manchas dentarias e alterações de paladar com o uso prolongado como ocorre com a clorexidina também são encontrados com o cetilpiridineo.

  • TRICLOSAN (Plax)

In vivo, a eficácia antiplaca e substantividade do triclosan sozinho são limitadas. Duas técnicas diferentes são então adotadas para aumentar a sua ação. A primeira consiste em aumentar a retenção oral e diminuir o índice de liberação através da adição de um copolímero, comercialmente conhecido como Gantrez. A segunda consiste em potencializar o seu efeito adicionando citrato de zinco. Normalmente pode ser utilizado regularmente ao contrário dos dois anteriores.

  • ÓLEOS ESSENCIAIS (TIMOL, EUCALIPTOL, MENTOL, ETC.) (Listerine)

O Listerine é uma mistura de óleos essenciais: timol, mentol, eucaliptol e salicilato de metila. O mecanismo de ação parece ser a alteração da parede celular bacteriana. Este produto não tem carga e tem uma baixa substantividade. Como efeitos adversos podemos citar a sensação de queimação e gosto ardido. É disponível em veículo com 26,9% de álcool e pH 5. Eles tem sido avaliados em estudos clínicos de longo prazo e demonstrado serem eficientes e seguros. Por possuírem álcool em diferentes formas, não é recomendado seu uso em crianças ou pacientes com dificuldades motoras pelo risco de ingestão.

  • FLÚOR

Os enxaguatórios fluoretados ou associados com flúor são eficazes não apenas como coadjuvantes na remineralização dos dentes. Um número crescente de trabalhos indica que, além da atividade durante a mineralização, o íon fluoreto contribui para efeitos de inibição de cárie porque também influi na ecologia da placa bacteriana. Está bem estabelecido que as enzimas glicolíticas microbianas são inibidas pelo íon fluoreto. São bem indicados para bochechos regulares.

  • SANGUINARINA (Viadent)

É uma substância derivada da Sanguinaria canadensis. O produto pode ser catiônico e o grau de substantividade é incerto. Como efeito adverso é citada a sensação de ardência na boca. É encontrada sob o nome comercial de Viadent (Dentrifício e Solução). O teor alcoólico da solução é de 11,5%. O proposto mecanismo de ação é pela alteração da superfície celular bacteriana, de modo que a agregação e a adesão são reduzidas. No Brasil, é pouco conhecido.

  • EXTRATO DE MALVA (Malvatricin)

Existe no mercado nacional uma associação de substâncias antissépticas a base de Tintura de Malva, Quinosol e Tirotricina, com reconhecida ação nos processos inflamatórios da boca e garganta. Sua denominação comercial é Malvatricin, e é indicado para aftas, gengivites, amidalites, faringites, estomatites e abscessos dentários. A prova de sua eficácia ainda carece de estudos mais aprofundados.

  • AGENTES OXIGENANTES

A água oxigenada pode ser usada por um curto período para controle de gengivite e periodontite agudas. Porém, a American Academy of Periodontology publicou uma revisão sobre agentes oxidantes que discute seu uso regular. Dentre os potenciais malefícios destes agentes pode-se considerar os aspectos mutagênicos e aumento da candidíase oral.

Dentre os enxaguatórios, o mais eficiente são a base de clorexidina porém seu uso deve ser restrito aos casos de gengivite e periodontite, por tempo determinado e sob orientação do seu dentista. Para uso regular em adultos, recomenda-se o uso do Plax ou Listerine ou ainda enxaguatórios fluoretados ou com agentes associados ao flúor. Deve-se levar em consideração que o uso dos enxaguatórios não substituem a escovação e uso regular do fio dental sendo apenas um complemento principalmente para pacientes que usam próteses ou aparelhos ortodônticos ou usados como agentes perfumantes do hálito. Em crianças, o uso destes produtos deve ser evitado, mesmo os específicos para a idade pelo maior risco de deglutição. Produtos com nomes que sugerem máxima proteção por maior tempo não refletem de fato a sugestão. Após 1 hora no máximo, a salivação regular já é capaz de eliminar completamente os princípios ativos dos produtos. Produtos que sugerem brancura, redução de manchas ou clareamento também não devem ser levados em conta visto que, para que ocorra um clareamento é necessário alta concentração do agente clareador por um tempo bem maior do que o normalmente usado em bochechos. Manchas externas necessitam de ação mecânica para sua remoção como raspagens ou polimentos dentários, diferente do que acontece nos bochechos. Lembre-se: qualquer indicação de enxaguatório deve ser feita pelo seu dentista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s