Interrupção de Tratamento Ortodôntico

Por se tratar de um tratamento de saúde, nenhum paciente é obrigado a continuar um tratamento ortodôntico caso não queira. A interrupção do tratamento é um direito do paciente e pode ser realizado a qualquer período do tratamento. Para isto, o paciente deverá assumir a responsabilidade por conta e risco das consequências advindas por este ato assinando um termo de interrupção voluntária de forma consciente e esclarecida.

Às vezes um paciente que está usando aparelho comunica que quer tirá-lo por acreditar que o resultado já está satisfatório ou simplesmente precisa fazê-lo por questões pessoais. Em ambos os casos, o paciente precisa arcar com as conseqüências do tratamento interrompido e ter consciência do que pode acontecer com os dentes.

Ao interromper um tratamento ortodôntico, todas as conquistas obtidas até então podem se perder, ou seja, os dentes podem retornar a posição original. Isto é bastante comum quando não se termina um tratamento com estabilidade. Já nos casos em que o paciente simplesmente “desaparece” do consultório, é importante que ele saiba que se não houver a manutenção dentro do período estabelecido pelo dentista, o fio ortodôntico permanece agindo e pode comprometer a estrutura dos dentes.

Vale lembrar que um paciente que não comparece ao consultório para manutenção por um período igual ou superior a 3 meses, o caso pode ser considerado como abandono de tratamento e, por isso, é direito do profissional solicitar uma nova radiografia panorâmica ou mesmo uma nova documentação para reiniciar o tratamento. A documentação tem um prazo de validade e, como os dentes já se movimentaram, essa documentação já não corresponde mais a situação bucal atual.

18 opiniões sobre “Interrupção de Tratamento Ortodôntico

  1. Não é um comentário e sim uma pergunta. Caso o paciente consulte outro profissional e este relata que não havia necessidade do uso do aparelho para o problema em questão. O que fazer? mesmo assim a interrupção ocasionaria dano?

    • Eulalia,
      É complicado e até anti-ético com infração prevista no código de ética odontológica do conselho federal de odontologia para um profissional definir a não necessidade de um tratamento em andamento realizado por outro colega pois não há condições de avaliar o estado pré-tratamento. Se o paciente responsável e capaz aceitou ser tratado, ouvindo do profissional os motivos para o tratamento, ele concordou que havia a necessidade do mesmo. Mesmo que não exista um contrato formal por escrito, o contrato verbal também é válido pois a instalação do aparelho valida a aceitação por parte do paciente. De qualquer forma, em todo tratamento não finalizado há uma chance de recidiva maior ou menor. O prejuízo, nestes casos, seriam apenas movimentações indesejadas para posições próximas das iniciais ou para posições de melhor contato entre os dentes das arcadas superior e inferior.

      • Gente me ajuda queria saber se o dentista pode abandonar o tratamento odontológico sem dar explicação simplesmente se mudar. Posso processar?

      • Iza, todo tratamento de saúde é passível de ser interrompido pelo paciente e também pelo profissional por qualquer motivo que exista. Nestes casos, existe uma relação comercial entre consumidor e fornecedor. Acredito que ao menos o profissional deveria expor os motivos da interrupção do tratamento e até indicar algum outro profissional de confiança para continuar caso o paciente deseje.

    • Elis, a recidiva com a interrupção do tratamento depende de muitos fatores. O tratamento ortodôntico é bastante complexo e não necessariamente os dentes voltam mais tortos. Eles podem voltar ao estado inicial do tratamento ou até mesmo alterar o posicionamento para um estado diferente do inicial. Nosso organismo busca o melhor posicionamento dentário para uma mastigação mais efetiva e confortável possível com o máximo de contato entre os dentes das arcadas superior e inferior. A parte final do tratamento ortodôntico busca deixar a mordida com este máximo contato possível para haver maior estabilidade do tratamento. Por estes fatores, em qualquer tratamento interrompido, é muito difícil prever a recidiva. Abraço

    • Iza, todo tratamento de saúde é passível de ser interrompido pelo paciente e também pelo profissional por qualquer motivo que exista. Nestes casos, existe uma relação comercial entre consumidor e fornecedor. Acredito que ao menos o profissional deveria expor os motivos da interrupção do tratamento e até indicar algum outro profissional de confiança para continuar caso o paciente deseje.

  2. Fiz uma consulta com um ortodontista, realizei os exames, radiografia, fotos e entreguei ao ortodontista. Ainda não foi colocado nenhum aparelho porém não poderei dar início ao tratamento por problemas financeiros. Não houve assinatura de contrato, somente houve um aceite do orçamento. O ortodontista está me cobrando os aparelhos que nem foram colocados. O ortodontista pode me cobrar pelos aparelhos que nem foram colocados?

    • Hernani, mesmo que não haja contrato por escrito em tratamentos odontológicos, existe ao menos um acordo verbal entre profissional e paciente. É dificil opinar sobre seu caso pois não sei o que foi acordado entre vocês. Alguns aparelhos possuem custos laboratoriais que devem ser pagos antes da colocação, porém, acredito que deve prevalecer sempre o bom senso e a transparência nesta relação comercial. Imprevistos podem acontecer e acredito que encontrar uma solução com diálogo franco seja o mais importante até porque um tratamento ortodôntico é normalmente longo e demanda de bastante confiança de ambas as partes. Abraço.

    • Giselle, primeiramente, deve comunicar ao seu dentista atual sobre seu desligamento, informando motivos quando necessários e deve-se retirar a documentação ortodôntica bem como o prontuário do paciente. Preferencialmente, deve haver um contato entre os profissionais para haver conhecimento sobre o tratamento realizado até o momento. Em alguns casos, é necessário realizar novos exames radiológicos para continuação do tratamento pelo novo profissional.

  3. Eu já estou no final do tratamento e até o meu contrato já acabou, mas eu preciso me mudar pra outra cidade e me organizar financeiramente. Quero tirar o aparelho e finalizar o tratamento por um tempo, se por acaso eu quiser reiniciar o tratamento qual seriam os procedimentos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s